Email this sample to a friend

E com ela arrefecem os anos que passaram.



Esquecimento


A mágoa cresce por entre as folhas,

Sol nublado que não perfura,

Tronco seco, sujo, morto,

Vida evaporada de outrora.


No teu quintal, uma nespereira esquecida.

Na tua alma, fragmento apagado.

Na minha dor, fardo obtuso, esmagador,

Chaga viva de quem se foi.



Pegadas


Fulgor negro da seara percorrida,

Caminho passado e não esquecido.

Encerra o mapa da ilusão, erva daninha

Mondada à força, sem forças.


Assombração quase apagada,

Previous Page Next Page Page 2 of 45