Olinda P. Gil

Biography

Olinda P. Gil foi colaboradora no DN Jovem, suplemento do Diário de Notícias. Participou com outros colaboradores do suplemento no site na-cama.com e jotalinks. Foi 3º prémio no concurso literário "Lisboa à Letra" em 2004, na categoria de prosa. Foi selecionada no "4º Concurso de Mini-Contos do IST Taguspark". Tem textos publicados nas revistas Ao Sul de Nenhum Norte, Bang! e Nanozine. Publicou nas colectâneas Ocultos Buracos e Beijos de Bicos da Pastelaria Studios Editora. Escreve no blog: http://www.olindapgil.com

Where to find Olinda P. Gil online


Books

Contos Breves - Selecção de Natal - Especial Juvenil
By
Price: Free! Words: 1,720. Language: Portuguese. Published: November 19, 2014. Category: Fiction » Children’s books » Fiction
Este pequeno ebook é uma selecção de Natal a partir de "Contos Breves", editado em Novembro de 2013, que vai servir como um pequeno presente para os meus leitores.
Teatrices
By
Price: Free! Words: 1,560. Language: Portuguese. Published: November 19, 2014. Category: Fiction » Humor & comedy » General
Um conto de Natal que retrata um Natal em Família.
Exílios
By
Price: $0.99 USD. Words: 3,190. Language: Portuguese. Published: June 20, 2014. Category: Nonfiction » Biography » Personal memoir
Exílios é um conjunto de pequenos textos escritos no período a seguir ao término dos meus estudos no Ensino Superior. Retratam os sentimentos vividos por mim na altura. A publicação destes textos tão pessoais tornou-se imperativo uma vez que há cada vez mais jovens a viver situações semelhantes. Infelizmente estes textos continuam actuais.
Vila de Cobres
By
Price: Free! Words: 3,010. Language: Portuguese. Published: December 4, 2013. Category: Fiction » Plays & Screenplays » European
(4.00)
Num Alentejo após a Revolução Industrial, que afinal não existiu, um engenheiro inglês toma-se de amores por uma alentejana ruiva.
Contos Breves
By
Price: $2.80 USD. Words: 14,150. Language: Portuguese. Published: September 22, 2013. Category: Fiction » Literature » Literary
(3.50)
Colectânea de pequenos contos resultante de uma selecção e de uma revisão de textos criados entre 1999 e 2007, período que corresponde, aproximadamente, à minha colaboração do DN Jovem.
Piano Surdo
By
Price: Free! Words: 4,140. Language: Portuguese. Published: July 15, 2013. Category: Fiction » Plays & Screenplays » European
(4.50)
Conto que retrata a loucura de uma pianista após um acidente que a deixou surda.
Na Estrada de Mértola
By
Price: Free! Words: 5,280. Language: Portuguese. Published: July 15, 2013. Category: Fiction » Thriller & suspense » Crime thriller
(3.00)
Durante uma viagem nocturna uma jovem tem uma surpresa desagradável
O Reflexo da Morte (ou da Vida) nas Janelas do Rio
By
Price: Free! Words: 1,790. Language: Portuguese. Published: February 17, 2013. Category: Fiction » Literature » Literary
Este conto, escrito em finais de 2003, foi 3º prémio de prosa no concurso literário “Lisboa à Letra” em 2004. Foi publicado numa brochura da Câmara Municipal de Lisboa (AAVV. Lisboa à Letra 2004: Câmara Municipal, Lisboa, 2004. Depósito Legal: 210685/04)

Olinda P. Gil’s tag cloud


Olinda P. Gil's favorite authors on Smashwords


Smashwords book reviews by Olinda P. Gil

  • Retratos Inacabados on Jan. 14, 2014

    Fez-me lembrar Ricardo Reis, não no sentido de um "carpe diem" em que não se pode gozar mais profundamente, mas sim numa memória de momentos eróticos que foram gozados profundamente.
  • A Heroína e o Guerreiro on Aug. 02, 2014

    Palavra principal do texto: humor. A Ana soube aplicar o cliché para criar humor e deu um grande resultado! Fartei-me de rir. O humor funciona muito bem com a deturpação do conhecido, mas atenção! Escrever humor não é nada fácil! Reparei em influências "manga", o que dá um resultado engraçado e texto narrativo.
  • Angel Gabriel - Pacto de Sangue on Aug. 02, 2014

    Confesso que só resolvi ler este livro porque falo muito com a autora na internet. Gostei da sinopse e do excerto que a autora disponibilizou para leitura, mas confesso que personagens que emitem luzinhas mágicas pelas mãos estão longe de ser aquilo que mais me suscita interesse. Contudo tenho por norma, de vez em quando, experimentar umas leituras fora de caixa. E foi com este espírito que comecei a ler o livro. Fiquei surpreendida por ter gostado de um livro com as ditas personagens que emitem luzinhas mágicas das mãos! Mas não fiquei surpreendida com outras coisas, as quais já esperava: narrativa bem construída, boas personagens, enredo envolvente e que dá vontade de estar sempre a ler para saber mais. Porque já tinha lido coisas da Ana C. Nunes e sabia que seria assim! Para o final gostaria de ter visto um Gabriel que mais cedo se teria apercebido do jogo e teria ele próprio, através de uma revolução do que lhe ia dentro dos espírito há décadas, que teria decidido jogar do lado dos humanos, sem aquela espera e submissão a Angel. Parabéns Ana!
  • Esquecidos (Perdidos #2) on Aug. 02, 2014

    Como já tinha lido o "Perdidos" não poderia deixar de ler o "Esquecidos". Gostei mais deste volume do que do anterior. Vê-se uma grande evolução e maturidade na escrita da Rute. As referências são feitas com termo e medida, as descrições da roupa são feitas quando fazem sentido e são importantes para a narrativa. A narrativa também se desenvolve de um modo linear, numa espiral de acontecimentos até ao climax, sem que no entanto a resolução seja apresentada: porque ficará para o próximo volume. E isto não é fácil de construir. "Marina", a personagem principal está muito mais activa e resoluta, e apesar de ter momentos em que fica em baixo (nem seria normal não ficar, com tudo aquilo e 18 aninhos acabados de fazer), cria hipóteses de resolução com as suas próprias mãos. O "Lucas" não teve tanto protagonismo desta vez, mas não perdeu o mistério. Temos um bom leque de personagens secundárias: e se "Ana", a melhor amiga aparece agora menos, para compensar temos a irmã de "Marina", a "Sofia". "Joshua" está mais imbirrante que nunca, mas "Dennis" compensa. E temos o "Ezequiel" (que foi o meu preferido) e o Pedro, entre as novidades.