P. Barbosa

Biography

Escrevo faz já alguns anos. Tenho a ilusão de que a minha escrita não é vulgar. Se não a tivesse, não me atreveria a publicar.

Escrevo por que me mandam escrever os dedos. Tudo o resto nada importa.

Where to find P. Barbosa online


Books

Daniela, A Louca
By
Price: Free! Words: 2,900. Language: Portuguese. Published: October 25, 2013. Category: Fiction » Literature » Plays & Screenplays
Chamavam-lhe louco, mas ele não se importava. Sorria sem nada dizer, na certeza de que não podia ser compreendido, e de que quem o chamava de louco era um alucinado que vivia rodeado de milagres passados que se haviam tornado vulgares.
Bicho da Pedra
By
Price: Free! Words: 7,100. Language: Portuguese. Published: March 29, 2013. Category: Fiction » Romance » Short stories
Nessa noite colou-lhe no corpo a cara de uma puta de revista que escondia debaixo da cama e o tesão que surgiu foi diferente; foi um tesão quente, que o fez transpirar por todos os poros do corpo, que o fez vacilar pela primeira vez, que o manteve quieto na cama quando tudo se desfez, quando toda aquela emoção desabou como uma montanha que se transformou num vulcão adormecido que explodiu.
O Quarto Branco
By
Price: Free! Words: 6,310. Language: Portuguese. Published: March 29, 2013. Category: Fiction » Romance » Short stories
Nascer ou não nascer, eis a verdadeira questão. Shakespeare não sabia do que falava. Se ele vivesse num Quarto Branco como o meu, nunca teria tido o desplante de escrever o que escreveu. E quando um homem é escorraçado para uma prisão minúscula ou para uma infinidade vazia, como aquela que habito há trinta anos de envelhecimento, só uma coisa o faz mover; sonhar com a fuga que quer empreender.
Não Levo Saudade
By
Price: $1.99 USD. Words: 45,140. Language: Portuguese. Published: February 18, 2013. Category: Fiction » Romance » General
Com o meu pai aprendi que cada palavra é preciosa. Dizia-me frequentemente, com um sorriso desafiador, Cada palavra é preciosa! A verdade tem uma direcção mas não um destino (não te esqueças). Tudo o que eu digo é mentira, vê se descobres... Nunca descobri a verdade escondida naquelas palavras preciosas.