Ecos do Meu Sentir

Inventar arte, é viver eternamente a brincar
a beleza da arte, não existe por existir - antes,
se vai construindo dentro de nós (…), embora,
mais dentro e a sós, com quem melhor a souber
construir ou definir. More

Available ebook formats: epub

Published by Chiado Editora
Words: 12,980
Language: Portuguese
About César Ramos da Silva

Por continuar apostado em garantir o seu próprio estilo de escrever, acredita o poeta e autor da obra, “Quando Sai a Dor D´alma, Entra o Amor Que a Acalma”, que não existem na vida duas coisas iguais, mesmo até, quando se tenta reproduzi-las em fábrica. Terá sido assim e, por isso, que um dia foi levado a escolher como titulo para um dos seus muitos poemas; “Nem Deus, quanto mais o fordismo”.

À medida que vai evoluindo na escrita, César Ramos da Silva reforça, ele mesmo, uma outra sua, firme e bem clara ideia - a de que as sociedades não fazem mais do que criarem círculos fechados para elas mesmas, agrupadas (estratos sociais), para ser irem aniquilando nas suas próprias, e mesquinhas, atitudes, alimentadas por falsas moralidades e ideias, considera. Será por isso mesmo que, nesta sua segunda obra, “ecos do meu sentir”, vai o autor reiterando esses seus particulares modos de ver o mundo, implícitos, nalguns dos seus pensamentos, vincadamente acolitados por uma sua natural e particular filosofia, a qual acredita, também, poder ainda um dia vir a vê-la reconhecida e patenteada.

Also by This Publisher

Reviews

This book has not yet been reviewed.
Report this book