Email this sample to a friend



Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente


Adaptação em prosa de
José Leon Machado



Edições Vercial





«A barca firme e segura e forte e bem aparelhada, o estado das virtudes é, e de bom e santo viver honesto, e sem querela de Deus e do próximo, em que mui poucos perecem e a maior parte salva, em tal estado assim como em a barca segura podem navegar seguramente e passar sem perigo por as ondas da tormenta deste mundo a porto seguro e [divinal] prazer que é a glória. A barca fraca, podre, rota, o estado dos pecados é, e da má e corrupta e dissoluta vida, em tal estado assim como em barca podre não pode com segurança e sem perigo as tormentas da presente vida pas­sar, nem a porto de folgança e desejado aportar.»


D. Duarte, Leal Conselheiro (1438), Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1982.

Previous Page Next Page Page 1 of 39