Francisco José Gonçalves

Biography

Francisco José Gonçalves, nasceu em Mina de S. Domingos - Corte do Pinto - Mértola, em 23 de Fevereiro de 1934.

Filho de pais comerciantes, é o mais velho de cinco irmãos. Aos oito anos já trabalhava, ajudando estes numa pequena mercearia. Ao mesmo tempo preparava a instrução primária, fazia poesia (cantigas Alentejanas), que acompanhava tocando concertina.

Aos treze, fez exame de admissão ao liceu mas, por falta de recursos financeiros, resolveu empregar-se e estudar de novo. Empregou-se na secretaria do Tribunal Judicial de Beja (como praticante) e matriculou-se em regime noturno na Escola Comercial e Industrial desta cidade.

Passados cinco anos, completa o curso comercial e inicia oficialmente a carreira de escrivão de direito judicial.

Sempre muito empenhado na poesia (principalmente poesia clássica), faz vários poemas (sonetos e quadras) que insere e distribui em prospectos, e faz publicações em jornais de escola e em associações de recreio e culturais.

Entre estes, destacam-se. "Ó Suprema Autoridade" (rogo ao poder de Salazar, em favor dos mais desprotegidos) e "És... E não és..." (elogio de amor à sua colega de curso, Ausenda, a qual viria a ser sua esposa e mãe de dois filhos).

Entretanto, faz o curso de Sargentos Milicianos no Regimento de Engenharia 1, na Escola Prática de Tancos e dá instrução nos quartéis de Lisboa e destacamento da Pontinha.

Cumprido o serviço militar (cerca de 2 anos), regressa à vida civil, reassume funções nos tribunais judiciais e, após longo percurso no 7º e 9º Juízo Cíveis e 1º Juízo Correccional de Lisboa, em 1964, foi colocado na situação de licença ilimitada, conforme requereu, e dedicou-se à contabilidade.

Credenciado pela pela DGCI como técnico de contas, definitivamente inscrito, faz as escritas de várias empresas e, por último, é nomeado membro do Conselho de Administração da firma Incontel, S.A - Indústria de confecções de têxteis, depois de ter sido chefe de escritório e Director Executivo da mesma.

Aos 81 anos, reformado, ainda trabalha, faz poesia e toca concertina.

Books

A Poesia que Eu Canto
Price: $3.75 USD. Words: 6,720. Language: Portuguese. Published: July 27, 2015 by Chiado Editora. Categories: Fiction » Literature » Literary
... Mas se a fé não esmorecer, A esperança não acabar E o homem ganhar juízo, O mundo pode renascer, A humanidade inovar... E surgir um paraíso!