Interview with Pedro Moreira Nt

When did you first start writing?
Comecei a escrever um texto próprio por volta de 10 anos de idade quando meu pai me pediu para realizar uma redação para o Natal. Ele gostou, depois de ter reescrito várias vezes. O segundo momento de publicação no jornal da cidade foi sobre a cidade onde vivi minha infância, Cianorte, PR. Depois eu realizei um jornal no colégio, queria que fosse universal que abarcasse o sentido de ser estudante, lembro disso porque o nome Jornal Estudantil. Lembro que fazia as redações no colégio e diziam que aquilo não era de minha autoria, algum adulto estava atrás das minhas palavras. Acabei realizando entrevista com o prefeito, fiz colunas de piadas, poemas, e exigi que meu pai datilografasse para mim, e que meu irmão mais velho desenhasse o logotipo como exigi. Era um boneco que aparecia a cabeça e as mãos envolto em um jornal. Esse jornal, que teve duas ou três publicações, coloquei nome de amigos da escola como sócios para que pudesse dar certo valor ao projeto a fim de não ficar uma coisa inventada para ninguém. Foi apenas diversão. Voltei a escrever para jornal depois de bem adulto em Curitiba, nos anos 90. Chamava-se Contos Crônicos, uma literatura entre surrealismo e comicidade trágica. Acho que é isso, comecei cedo e recomecei tarde.
What's the story behind your latest book?
O último livro publicado em Smashwords é um livro que ficou guardado. Um último que em verdade é um dos primeiros.
Queria tratar da relação do menino com a família, quando se descobre que se tem quem nos cuide. A figura é uma metáfora de vento, vento que leva e que faz as ondas, que carrega as montanhas como uma fé presente na humanidade. E que é isso que se busca valorizar. Eu achei que o nome Primeiro Encontro com o Vento faria a relação de um crescimento humano, de sair da classe protegida de grupos sociais estruturados para um mundo aéreo, de vento que nos leva, e que é por isso que se busca maior estruturação de valores éticos, de responsabilidade social para se tornar verdadeiramente humano.
What motivated you to become an indie author?
Penso que me tornar indie se refere a um compromisso com a realidade contemporânea, de ser um isolado sujeito entregue a multiplicidade e diversidade de acontecimentos. A tradição da publicação exige a figura do editor. Eu acho que dancei novamente porque tenho um pé nos estames da produção editorial convencional. O editor, sujeito de perguntas e respostas é algo que está inventado a um mercado de crenças em que, nesse tempo, surge o agente. Há regras morais para o tratamento: não se mostrar muito, não se "achar" além, não tratar direto, ser comedido, apresentar partes para uma intencionalidade rascunhada, ser amigo e subserviente, atuar de um modo específico, aguardar a posição do agente, do editor, da editora, considerar isso e aquilo, mostrar-se assim e assado e uma infinidade de desperdícios burocratizados e deslocados ao meu modo de ser. No BR ainda mais, temos um ranço histórico de colonização do pensamento artístico submetido a parâmetros que não correspondem à criação artística e cultural. Somos dependentes da "opinião" dos grandes centros e do tempo relacionado a interesses mercadológicos de moda, de momento. Por isso indie, e o Smashwords possibilita um querer-ser no processo de realização do escritor. Sou apenas um escritor e publico.
De outra forma seria morno, calmo, adoecido nas minhas vontades criadoras. E os meus textos tratam disso, de uma liberdade em ser livre.
How has Smashwords contributed to your success?
O meu sucesso é uma sucessão por justaposição e concomitância. O Smashwords contribui para a visibilidade de meu trabalho. Mas, sinceramente, eles necessitam de tradução para o inglês, francês, russo, espanhol, italiano e outras línguas para que tenha o resultado esperado. Para que alcance o leitor. Para que um tradutor veja que meu trabalho tem um fundamento e que possui bases concretas em sua realização.
Smashwords é a oportunidade de existir e dizer que escrevo, que realizo a minha experiência literária. Smashwords mostra-me como sou enquanto produtor. Vejo que os meus textos viajam para vários continentes, eles se apresentam.
Tenho pensado a respeito dos caminhos que levaram Mark Coker a realizar essa proposta, e sou grato.
What is the greatest joy of writing for you?
Escrever para mim é um acontecimento diário que me acompanha desde sempre. É um trabalho duro, difícil como todos sabem, no entanto me oferece sentidos e significados sobre os caminhos traçados da imaginação, de construir realidades e aproveitar momentos que possam, de alguma forma, contribuir para a expressão humana.
Os valores humanos, a ética, as escolhas, as decisões, os horrores de uma realidade que se transforma, de atuações negativas da estrutura política, da realidade das culturas, do quotidiano, da afetividade, o desejo, a infância e seu mundo, a percepção transtornada de uma juventude que busca caminhos, de amorosidade, de uma educação transformadora, da família, das ordens sociais em todos os sentidos eu me sinto sempre renovado em meus pensamentos ao escrever quando mais que palavras, sinto a necessidade de apresentar as metáforas que se encaminhar à paixão de viver, de desejar o bem-estar, a criação humana e felicidade.
Por mais que os textos sejam de uma autoria, revela-se no leitor com a sua autoria. Um texto para mim é como arcabouço de intenções que são descobertas, criadas, transformadas, imaginadas porque alguém, como eu, além de mim amplia a sua percepção, dinamiza a sua subjetividade, cria do escrito uma realidade própria, particular para o seu próprio prazer, o seu próprio discernimento de pessoa.
Escrevo prazerosamente para alguém, como uma carta selada, de endereço demarcado, entregue para potencializar o melhor de si, para transformar idéias, intencionalidades e se realizar como pessoa por si mesma. Penso no leitor como o meu crítico presente que me obriga a ser melhor. E eu me esforço em ser um criador de referencias para a sua criatividade .
What are you working on next?
Tenho alguns livros que estou escrevendo. Papai Não me Abandone é a respeito de um fantasma que surge em momentos inexplicáveis, a figura do pai lava pratos na cozinha, arruma o vestíbulo, prega valores morais. Esse texto demora um pouco porque exige alguma pesquisa e maior profundidade sobre os mistérios, sobretudo a respeito das relações entre pai e filho, e o que pode isso revelar, mesmo a partir de um fantasma.
Gosto muito de Papai Não me Abandone devido essa presença constante que possuímos e desejamos de um pai verdadeiramente pai.
Who are your favorite authors?
Lemos todos os dias. Digo lemos porque minha esposa é a minha incansável leitora. Sou um sujeito privilegiado porque leio todos os dias e ouço muito o que Maria Sara lê. E é interessante e sincero. Ela jamais leria sozinha, parece exigir o ouvinte que sou. Por incrível que pareça sou um calmo e sutil ouvinte. E sou um leitor veloz.
Os meus autores de momento: Unamuno, a sua trajetória me encanta, Marcel Proust, para mim é algo tocante, leio e releio vez e outra Maupassant, tenho lido William Carlos Williams, Cummings, Sousândrade que me aponta o chão ao revés assim como Mallarmé, e posso dizer que vez e outra visito Thoreau, Elias Canetti, Gunther Grass, e não se abandona os gregos antigos, os romanos helenizados, como me faz mexer Ovídio, o mais trágico, as Cartas Pônticas. Leio sempre que posso algo de Joseph Conrad. Essa aventura de mar sem-fim me chama. Um livro sempre a retomar, os textos de Balzac, aquela força descritiva de um tempo. Um autor que me chama a atenção é Thomas Bernhard por ser incisivo, obsessivo às marchas e contramarchas, porém a se manter em um prumo difícil. Reli e ouvi a Tolstoi que sempre me enche de emoções, Machado de Assis novamente. Reli Racine - Fedra -, e o estudo de Roland Barthes, fiquei de cara.
Estou mexendo muito com Magris, fiz algumas leituras na internet, mas vou lá buscar alguns textos. Está na vez Adolpho Bioy Casares.
Um autor que me puxou as mangas da camisa é Antonio Gancho, quero mais. Mempo Giardinelli é do impossível equilíbrio. Quero ler Francis Ponge.
What do your fans mean to you?
Há quem colecione escritos, textos que acabei deixando na casa de artistas amigos. Há quem tenha recortes de contos e pequenas histórias. Há quem tenha livros materiais. E há quem tenha os virtuais. A esses, virtuais, tenho respostas interessantes. Recebo elogios, recebo críticas. Vejo o que gostam e o que não gostam. Antigos amigos retornam e me procuram. Dizem algumas palavras. Outros se assustam com as minhas performances outros que desejam me conhecer pessoalmente, outros que solicitam a liberação de um texto para um apoio social comunitário, de atividades escolares, de ações sociais. Todos, de uma forma e outra são pessoas que me questionam, querem algo. Uma estrutura textual que os faça superar intangíveis instantes de vida. Os meus fãs, os que me seguem, os que me encontram significam meu compromisso como escritor. Não existo sem eles. E sou grato, todos os dias por ter recebido uma resposta, de revelarem um pensamento que ultrapasse o comum, o estado do trágico óbvio sem utopia. Eles me fazer acreditar nos seres humanos, que temos muito a fazer juntos. Nunca estamos sós, estamos acompanhados.
What inspires you to get out of bed each day?
Eu tenho hoje. E custei a aprender. Agradeço aos autores que li e a força de um desejo existencial nascido, criado em família somado ao que mais me move, a aventura do viver. Eu digo para mim mesmo todos os dias quanto sou grato à vida. Eu me levanto, saio do descanso todas as manhãs com a certeza de uma missão a realizar, em de descobrir o que melhor posso fazer para o bem. Que posso me perdoar por falhas, erros, enganos e que posso perdoar a todos. O sentido de percorrer o círculo sagrado onde emerge o conflito e se realiza no diálogo a paz.
Ao me despertar entro na esfera da alegria, de viver com harmonia e de fazer todo o possível para dizer do mundo o que penso dele. Sejam críticas, as mais duras, o que mais sensível tenha, de alguma delicadeza que subjaz ao bicho a dominar conquanto sejam escritas, as mais apaixonadas.
When you're not writing, how do you spend your time?
Eu convivo em família. Brinco com os meus bichos de estimação, jogo futebol com eles, passeio. Viajo, gosto de entremear leituras com descidas à praia. Gosto de nadar, mesmo no frio, de ficar à beira mar, de lançar da linha para nada, apenas para refletir sol e mar com os pés na terra. Vejo filmes, vou ao cinema, almoço ou jantar em um restaurante, em viagem o museu é uma porta magnífica para o presente, vejo o que se está produzindo, ouço músicas, ando por redes sociais.
Os passeios me atraem muito, como que uma aventura em que certezas, razões ou motivos finais são de somenos importância.
Ir ao campo, sentar ao jardim, ficar junto à passagem de um rio, como que o movimento diminui a velocidade interna, aumenta o foco de atenção e me faz esquecer as horas tardias.
Gostava muito de seguir as vias em bicicleta, de parar em recantos, de ficar esticado.
Gosto muito das manhãs e das tardes. As noites parecem exigir um horário final. Necessito de um ponto final com as noites. Dou a todas as noites um fim, a dizer: até aqui está bom, não mais, por favor, não insista.
Desejava que as manhãs não terminassem e as tardes ficassem encapsuladas.
How do you discover the ebooks you read?
Eu gosto muito de ler na internet. Antigamente, faz um bom tempo, eu tive uma biblioteca (quase uma) com bons livros - e os bons livros temos que ler para saber, como disse certa vez Borges: leia bons livros.
Mas sempre me moveu a tecnologia, a internet. Leio muito pdf, livros que comprei em lojas virtuais, e os que busco em bibliotecas virtuais, estudos e ensaios, resenhas, papers, artigos científicos, estudos filosóficos, manuais, dicionários são parte de meu cotidiano faz tempo.
Quando eliminei a biblioteca foi como que assumisse essa realidade contemporânea com mais ênfase, com mais possibilidade de descoberta.
Eu descobri os ebooks no momento da pratica de leitura viva internet.
Necessitamos de uma internet como um rio que nos arrasta a um profundo, amplo e magnífico conhecimento, que nos deixe integrados e nunca abandonados.
Eu leio de tudo, o que me chama a atenção por qualquer motivo me leva a um sítio, a um espaço de entendimento.
Acredito que o livro há de persistir de novas maneiras, de formas diversas e que estamos em um caminho de plena transformação da cultura. Acho isso ótimo, que mude, desejo mudar também, de me tornar mais próximo da criação artística, o que há de novo, o que pode ser tangível em que possa apropriar, aprender.
Ser escritor hoje significa para mim a plena educação em contínuo, de uma generalidade que possui base especializada. Mas que seja genérico, amplo, indistinto e possa nos levar a uma humanidade melhor da que estamos vivendo.
Do you remember the first story you ever wrote?
É comum lembrarmos de acontecimentos passados a partir de contextualizações do presente. Tenho conhecidos que dão de memória textos que escreveram, eles pausam, fazem inflexões, retomam as formas de como escrever e, se perguntarmos, são capazes de descreverem os lugares onde estavam e o que causou a escrita.
Posso dizer que meu primeiro texto foi aos nove anos de idade, isso sei, e que o texto foi escrito à mão com letras imensas e escorregadias em um papel pautado.
What is your writing process?
Escrevo em qualquer lugar e a qualquer momento. Isso não é vantagem, apenas um modo de ajuntar escritas e ter um trabalho dobrado de reconfigurar, de tratar o texto. Pode ser que você escreva seguindo um tema, eu também faço isso, e é algo com maior presteza, tem um traçado, uma base de sustentação.
O meu processo é pôr o pensamento em movimento através da palavra. Sentar e escrever. Muito anoto em cadernetas, tenho um farto material disponível.
Escrevo e desenho (muito mal) ao realizar anotações.
Deixo lá, guardado e ocupo vez e outra.
Também monto esqueletos. Às vezes eu construo relações entre narrativas internas da escrita. Aliás, gosto disso. Gosto de subscrever escritas, de condicionar o escrito a outras escritas integradas.
Nos esqueletos eu monto o assunto. Faço um pequeno resumo. Pode ser uma frase que estabeleça um gatilho - que me provoque a lembrar e contextualizar. Organizo as situações e faço co-relações com as partes do livro em composição. Nome das figuras, das personagens - procuro não dar muita cara e me preocupo mais com a composição.
Personagens com muita cara desloca o meu compromisso com a textualidade, com a qualidade do texto em ser, por ele mesmo, ordem de escolhas.
Anotar e processar. Escrever no constante de imbricação ao assunto. Continuar a escrita dando ênfase ao tema. Estabelecer variações para que a estrutura balance, tenha como dançar a música das palavras. Penso assim.
Do you remember the first story you ever read, and the impact it had on you?
Algumas vezes me causa assombro, como que estivesse lendo outra pessoa. Em geral acho bom e gosto. Mas há outros momentos que é insuportável porque descubro do autor que sou, as minhas falhas.
Vejo que poderia ter demorado mais, cuidado mais, preservado um tanto, modificado.
Quando leio um texto e lembro da história sinto que cheguei a um fim desejado, revejo a história, a narrativa. Enfrento uma quantidade de possibilidades não demarcadas que me levam a sentir na leitura um outro eu-mesmo, um que havia esquecido e que na leitura faz emergir o leitor que sou. Então eu me encanto e faço as críticas. E leio com novos significados. E me permito imaginar de outra forma o escrito e me torno autor de minha leitura, autor de meus próprios argumentos porque me torno mais que autor, eu me transformo em um vívido leitor de um autor desconhecido, um autor que não conheço, mas que se me apresenta como eu mesmo, eu, mais que tudo, leitor.
How do you approach cover design?
Em geral realizo fotografias. Busco algo no texto que leve o público a pensar a respeito do que está no livro.
Uma imagem conta mais que mil palavras quando se lê mais de mil e se pode ler muito mais do que qualquer leitura.
Mas não procuro sintetizar ou fazer algum tipo de estilização a respeito. Gosto mais que a capa se pronuncie como parte, como evidência, como indicação do que qualquer outra coisa.
A imagem também, como o livro pode provocar leituras.
What are your five favorite books, and why?
Acho que estes livros tem configurações que me atraem:
Denso é um livro que tange textos internos, faz com que se aproximem, que se distanciem.
O contexto de Denso é mais que uma livraria, uma mulher, seu jeito de ser.
É para mim o momento, a rua, o banco da praça em que ela lida em se livrar a cada palavra.
Vejo que se atrapalha, que rebusca, que recompõe e se determina.
Trem para lugar algum, um livro que carrega, que acaba infelizmente, que faz com que o leitor tenha vontade de seguir aquela viagem, que entenda o sentido de seu sem-fim, de um contínuo transbordar.
Travessia, esse texto foi feito através de anotações de sonhos que coletei, e foi estranho e surpreendente.
O amor de nós dois, uma história que faz do amor o seu ritual. Amar, simplesmente necessita simplesmente de quem nos ama e de sermos amados.
Rosa, é um livro que leva o leitor para todos os lados em meio ao assunto discutido: a rosa socialista. O livro possui uma narrativa que nos leva ao animal do jardim, como se ele pronunciasse o escrito. Mas é um velho que pensa o que fala.
Os dois velhos amigos socialistas, sentados à mesa de um café estão a discutir sobre o mesmo assunto de sempre. Mas aparece frente a eles, uma criança a vender uma rosa vermelha, a rosa deles, do que tanto tratam. O que eles fazem do assunto tanto discutido leva ao leitor ao paradoxo entre o cão do jardim (provável narrador) e o tatu, seu amigo.
What do you read for pleasure?
Leio etimologia, não sei porque razão, gosto de assuntos que me provocam buscar a raiz.
Romances que não se determinem em naturalizar o desgosto. Aquele sofrimento preenchido, que nada mais há que supere.
Describe your desk
Sento-me ao sofá, como estou agora. No canto direito do sofá junto à porta de entrada de minha morada, o abajur de pé, frente a um abandonado piano, um TV e aparelho de som onde estão livros, revistas, dicionários, CDs.
Eu me encontrei aqui. Há um quarto que meu filho ocupa toda vez quem vem me visitar. Foi um escritório. Fico grato de não tê-lo. A qualquer momento eu saio, vejo os cães e vou ao jardim ou vou pegar um café na cozinha, fazer algo diferente.
Esse é o lugar ideal, até o momento.
Às vezes penso que seria melhor um trem, um compartimento de trem que tivesse tudo isso e pudesse sair para dar uma volta.
Enquanto esse lugar não existe, sei bem que esse é o melhor lugar.
Where did you grow up, and how did this influence your writing?
Nasci no interior, sou um sujeito de cidade pequena e alegre. As pessoas se encontravam nas praças, nas ruas largas e passeavam dentro do cinema, de um lado a outro - era surreal. Havia um rio que podia atravessar, entrar na floresta, na mata espessa e caminhar sem medo. E devia haver motivos de sobra para o medo. Mas nunca tive um medo real porque me divertia perdido na paisagem das águas e da mata.
Meus pais tinham o hábito de ler, havia uma pequena biblioteca em que se lia, e se fazia deveres de escola - eu me refiro a meus irmãos, eles tinham tarefas agendada, eu nunca fiz tarefa propriamente naquela biblioteca -, aprendi muito com eles, contavam histórias, o que era isso e aquilo.
Depois eu obrigava minha mãe a me contar histórias, ouvia também histórias das pessoas que iam até lá. Apesar de escrever em máquina de escrever de meu pai, ganhei de presente uma máquina - foi a coisa mais fabulosa que recebi na vida. Preferia a máquina de escrever de meu pai, mas o presente foi um sinal de que seria escritor. Mais tarde, para compensar, a máquina era portátil, ganhei uma imensa, gigante que usei por muito tempo.
Tenho textos amontoados em caixas, em pastas de arquivo, em livros encadernados, em cópias antigas.
Eles estão lá a cuidar de sua próprias reminiscências, eles, presentes em suas ausências.
Aprendi a ler e li nessa biblioteca que foi um paraíso para curiosos.
Na verdade desejava ser cientista, zoólogo, meu sonho. E me tornei o que sou.
What is your e-reading device of choice?
Eu leio em três e-reading: o computador portátil, o smartphone e kindle.
Se meu smartphone fosse um e-reading tal qual um kindle eu agradeceria muito.
Published 2017-11-26.
Smashwords Interviews are created by the profiled author, publisher or reader.

Books by This Author

Diferença
Price: $0.99 USD. Words: 4,390. Language: Portuguese. Published: September 16, 2018. Categories: Screenplays » Comedy, Plays » European / Spanish & Portuguese
'Diferença' é uma peça cômica que busca mostrar as relações de força e poder entre uma mendiga e uma executiva. Elas lutam, brigam e procuram respostas em relação às suas diferentes vidas diferentes. Marcas do poder masculino nas personagens? Escrevi para amigas atrizes que desejavam expressar essas contradições. Uma delas, infelizmente partiu. Por isso apresento aqui para o divertimento teatral.
Confirmação do Cotidiano
Price: $0.99 USD. Words: 8,740. Language: English. Published: September 16, 2018. Categories: Screenplays » Comedy, Plays » European / Spanish & Portuguese
O texto é dado de uma vez só sem respiração, numa constante avalanche até o final, aumentando e diminuindo o ritmo em movimentos rápidos. O ator trabalha a extensão das personagens. É um "despejar o pote" teatral. Pode dar a impressão que o texto sai da alma. Falam até ao mesmo tempo; as palavras são colocadas umas sobre as outras. Eles são seres alegres e estranhos ao mundo do cotidiano.
Não que - poemas
Price: $0.99 USD. Words: 33,260. Language: Portuguese. Published: December 17, 2017. Categories: Fiction » Poetry » Contemporary Poetry
'Não que'- poemas, vieram de 'nãos' conhecidos, e que, de alguma maneira, o poeta - sem palavras - se obriga à servidão do 'não'.
Instante
Price: $0.99 USD. Words: 32,880. Language: Portuguese. Published: December 14, 2017. Categories: Fiction » Anthologies » Short stories - single author
Os contos possuem o mesmo nome, Instante, e se contradizem. Integram-se em momentos que se dispersam em sentidos, e se determinam a cada Instante. pmnt
Primeiro encontro com o vento
You set the price! Words: 13,790. Language: Portuguese. Published: November 24, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Inspirational
"Primeiro encontro com o vento" é uma espécie de rito de passagem, uma conversa consigo mesmo, descoberta de potenciais, percepção criadora da natureza da qual somos feitos e do que podemos fortalecer, construir como verdade. É um caminho de intercâmbios de uma juventude que se apodera de seus valores.
Comigo ninguém pode
You set the price! Words: 15,870. Language: Portuguese. Published: November 9, 2017. Categories: Fiction » Literature » Plays & Screenplays, Fiction » Literature » Literary
"Comigo ninguém pode" - é uma peça de teatro que narra vários acontecimentos com ações dinâmicas e cômicas. São momentos tragicômicos de extrema rapidez. Sínteses de tempo, forma, movimento, em que a história, o ritmo leva a respostas inesperadas. Múltiplos atores, ações implicadas umas com as outras, sobrepostas em constante movimento.
Iara do vestido preto
Price: $1.99 USD. Words: 3,330. Language: Portuguese. Published: November 8, 2017. Categories: Fiction » Literature » Plays & Screenplays
Iara do vestido preto. História psicológica de amor vivido, drama do amor desejado que se representa nas roupas que lava. Como se limpasse qualquer sofrimento, qualquer engano ou tristeza, em busca de alegria, as roupas saem de sua cesta que está em sua cabeça. Como uma lavadeira que vai ao rio, ela limpa a si mesma, cuida de si e do amor.
Travessia - sonhos
You set the price! Words: 10,890. Language: Portuguese. Published: November 8, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Fantasy » Contemporary
"Travessia - sonhos" possibilita ao leitor vivenciar a experiência de uma partida alucinada em direção a um fim possível, a ser desvencilhado. Há uma carga violenta de formas, imagens e sonoridades que acompanham a trajetória da narrativa. Atravessar o tempo e o espaço para recair sobre si mesmo. pmnt
O amor de nós dois
Price: $0.99 USD. Words: 8,660. Language: Portuguese. Published: November 7, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Romance » Contemporary
O encontro de duas pessoas muito diferentes faz com que o entrelaçamento arte, compreensão e afetividade desenrole a trama em que o leitor participa no ritual de passagem em "O amor de nós dois". pmnt
Estrela de um menino
Price: $0.99 USD. Words: 1,940. Language: Portuguese. Published: November 7, 2017. Categories: Fiction » Adventure » Travel, Fiction » Christian » Classical & allegory
Estrela de um menino - alegoria sobre o nascimento do Menino Jesus. Uma história cristã realizada para o divertimento e para o aprendizado. Fantasia que parte de sonhos de três palhaços que se a aventuram a seguir a Estrela de Belém buscando realizar os personagens com as peripécias que os levam ao nascimento do Menino Jesus. pmnt
Xama, a Anta
Price: $0.99 USD. Words: 2,950. Language: Portuguese. Published: September 10, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Fairy tales
Xama, a Anta - uma história para muitas infâncias. A magia e o esplendor da Anta em meio à distraída cidade. Uma Anta sai da floresta e passeia a caminho do universo, em direção à grande descoberta da vida. Amar para existir.
Celeste
Price: $1.99 USD. Words: 7,410. Language: Portuguese. Published: September 10, 2017. Categories: Screenplays » Comedy, Fiction » Literature » Plays & Screenplays
Celeste - monólogo de muitas maneiras. Criação da ventura humana. Acontecimento e experiência performática para atrizes, atores, artistas. Conta as vicissitudes de um homem que carrega a mala de sua viagem existencial, leva consigo o peso de sua fortuna e, como um rico mendigo afronta-se publicamente ao se descobrir entidade e criatura.
O Vivo - história de um lacaio feudal
Price: $0.99 USD. Words: 7,860. Language: Portuguese. Published: September 3, 2017. Categories: Plays » European / Spanish & Portuguese
O Vivo - história de um lacaio feudal - teatro contemporâneo sobre submissão à não-produção. Tempo e horário se estruturam em um mesmo sistema de valores.
Tamil e a história de passear - conto e teatro infantil
You set the price! Words: 4,570. Language: Portuguese. Published: August 15, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Literature » Plays & Screenplays
Tamil acredita que o carro é extensão da casa, que nada pode lhe censurar os modos errados, estranhos e descuidados de dirigir. Mas algo acontece e o faz diferente, melhor e consciente.
Carmo & Devagar - Teatro Trânsito
Price: $0.99 USD. Words: 11,510. Language: Portuguese. Published: July 26, 2017. Categories: Plays » European / Spanish & Portuguese, Fiction » Educational
Carmo & Devagar - Teatro Trânsito surge de Teatro Temático um processo criativo desenvolvido através do clown, palhaço e da psicologia do corpo, do movimento no tempo e sua história no espaço. Trata-se de um teatro artístico, cômico e, ao mesmo tempo, pedagógico a respeito do tema trânsito, um tema em constante transformação. Por isso mesmo em contínuo processo educativo.
Jó - peça curta
Price: $0.99 USD. Words: 3,750. Language: Portuguese. Published: July 24, 2017. Categories: Plays » Religious & Liturgical, Fiction » Inspirational
Jó - é uma peça teatral para vários atores. A história da determinação de um homem e sua transformação quando tudo o mais está perdido.
Frente ao Espelho
Price: $0.99 USD. Words: 6,670. Language: Portuguese. Published: July 24, 2017. Categories: Plays » European / Spanish & Portuguese, Fiction » Humor & comedy » General
Frente ao Espelho é dedicado à Claudete Pereira Jorge, atriz brasileira. Foi um tema que surgiu de nossas conversas, de brincadeiras no café da tarde. Comecei a escrever a respeito da pessoa que perde o tempo, que ganha a vida, que morre na idade, que envelhece e se deteriora, que cai as peças que promovem o desejo, a alegria de viver. Tragicomédia ou um espetáculo de jogos artísticos. (pmnt)
A Galinha Assustada - do folclore paranaense, teatro musical
You set the price! Words: 4,280. Language: Portuguese. Published: July 9, 2017. Categories: Plays » European / Spanish & Portuguese, Fiction » Children’s books » Performing Arts / Theater
Essa história veio com os acasos, foi narrada, foi lida, foi contada de várias maneiras. Com certeza deve haver mais a respeito dos acontecimentos que tratam do assunto. História de bicho, de jogos e brincadeiras em palco aberto, teatro de rua. Dedico aos amigos e a quem gosta do teatro em palco aberto musicado. Ato único Cantorias de roda, brincadeiras interativas.
O tempo é azul - Peça em um ato com vários quadros musicais
You set the price! Words: 6,580. Language: Portuguese. Published: July 5, 2017. Categories: Plays » European / Spanish & Portuguese, Fiction » Humor & comedy » Satire
O Tempo é Azul - peça em um ato com vários quadros musicais. "Tudo se passa num tempo azul, onde tudo é possível". (pmnt)
Nivaldo - contos heteronômicos
Price: $1.99 USD. Words: 17,390. Language: English. Published: July 4, 2017. Categories: Fiction » Humor & comedy » General, Fiction » Literature » Literary
O divertido perde-se na crueldade, (e imaginar que eu mesmo sustentei isso), e é inacreditável que o sangue rola pela boca enquanto alguém ri - não do desconforto, mas pelo fato de não ser ele. O engraçado é sempre triste para a vítima. (pmnt) MORTE DE PLACA TESOURA CONTEÚDO QUIETUDE FORÇA ASSUNTO A MÉDIA CEDO ÁGUA SANGUE TOP MOLHO CARTAS CÉU JULGAMENTO GAFIEIRA DESPEDIDA
O que eu quero
Price: $1.99 USD. Words: 10,930. Language: Portuguese. Published: July 4, 2017. Categories: Fiction » Humor & comedy » Black comedy, Fiction » Literature » Literary
"O que eu quero" - conto largo. Uma história entre a iminência, a certeza e a perda da loucura.
Anatomia da Paixão
Price: $0.99 USD. Words: 34,980. Language: Portuguese. Published: July 2, 2017. Categories: Fiction » Humor & comedy » Satire, Fiction » Literature » Plays & Screenplays
É a história da paixão ou do amor, da alegria de viver e da estupidez machista e é a fortuna do encontro e da perda. Uma comédia e um drama a ser revelado. "O amor está preso ao fio de sua existência" "O amor paixão é mesmo frágil e sempre leva ao fundo suspeito de um monstro psíquico." Eu escrevi para Claudete Pereira Jorge
5 Peças
Price: $20.99 USD. Words: 33,930. Language: Portuguese. Published: June 26, 2017. Categories: Plays » European / Spanish & Portuguese, Fiction » Transgressional fiction
5 Peças: Peco & Teres Antes de Deitar Elas Ameixas Monetárias Aprenda Manipular
Colombina e Seus Amores - encontros de amor e desejo
You set the price! Words: 7,270. Language: Portuguese. Published: June 19, 2017. Categories: Fiction » Humor & comedy » General, Fiction » Literature » Plays & Screenplays
"Colombina e Seus Amores & Comigo Ninguém Pode" histórias cômicas que tratam das relações afetivas. Peças curtas, rápidas e entrecortadas. Busca-se respostas a um mundo diverso, multiplicado às individualidades carregadas de intenções a interesses. Constitui-se armadilhas do pensar e de crenças sociais a respeito da liberdade e valores humanos. Pierrô, Arlequim e Colombina em um trio amoroso.
Vestígio - Livro, flores e lenço
Price: $0.99 USD. Words: 2,500. Language: Portuguese. Published: May 28, 2017. Categories: Fiction » Literature » Plays & Screenplays
Vestígio é uma peça curta. Muito curta e longa de outra maneira, o público poderá na leitura antever as situações demarcadas por um 'livro, flores e lenço'. Esses símbolos que revelam o conteúdo. Os espaçamentos de cada quadro cênico 'narram' a ação do encontro das personagens. O amor possível da narrativa, e o contraste com o simbólico que se revela e promove os acontecimentos.
Educação para a liberdade
Price: $0.99 USD. Words: 30,470. Language: Portuguese. Published: May 27, 2017. Categories: Essay » Sociology, Essay » Political
O desejo de liberdade pertence a todos os seres que constantemente a buscam. A educação é a sua síntese, ela que nos oferece caminho para o desenvolvimento e formação humana. É um livro que ajudará quem estiver a caminho da formação e que deseje encontrar modos de estudos em educação, arte, cultura, políticas públicas, mediação, e as contradições que o exercício acadêmico exige e faz acontecer.
A primeira vez
You set the price! Words: 8,930. Language: Portuguese. Published: May 13, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Literature » Literary
A Primeira vez trata de um momento mágico. De um estado primitivo que se torna extremo, presente que traz a força de um momento da menina. É algo que pude acompanhar, cuidar e respeitar, que o leitor entenderá. Essa narrativa só pode ser possível com os relatos com o sentido que o simbólico oferece.
Cidade de Girassol
You set the price! Words: 15,270. Language: Portuguese. Published: May 12, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary
Um bom professor pode ser alguém que acredita em seu aluno. E uma comunidade pode mudar a realidade em que vive. Nada pode ser mais importante que a vontade empreendedora e criatividade, juntas, conjugadas quando a oportunidade surge. Cidade de Girassol, uma história de educação conta como um grupo de estudantes transformam um lugar. Experimente apoiar as crianças, e veja o que pode acontece.
Rosa
You set the price! Words: 21,710. Language: Portuguese. Published: May 12, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary
Rosa narra o interior de um homem que espera. Aguarda alguém. No quintal o cão percorre o lugar com um tatu, os bichos trazem referências sobre os conflitos. Eles, de certa maneira, são narradores da história. O que interessa no livro é a descoberta do sujeito que busca resposta à sua pergunta ideológica, de sua crítica de vida e da realidade que aguarda.
Escrevo Agora
You set the price! Words: 26,850. Language: Portuguese. Published: May 10, 2017. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Transgressional fiction
É um hábito de escrever, Escrevo Agora é um apanhado de redações sobre temas e contra-temas diversos e de formas sutis e fortes sobre a vida.
Barco - o mar e a alma
You set the price! Words: 2,560. Language: Portuguese. Published: February 9, 2017. Categories: Fiction » Children’s books » Action & Adventure / Survival Stories, Fiction » Fantasy » Contemporary
História para a família. Os processos do desenvolvimento da personalidade, das decisões, escolhas de vida, da formação do caráter. A aventura do nascer e navegar no mar da existência. Pode ser entendido como um livro para-didático direcionado aos pais, professores, a criança, especialmente a pré-adolescente. O formato do livro é feito em diálogos teatrais, como teatro de formas animadas.
Caracol e outras histórias infantis
Price: $1.99 USD. Words: 3,070. Language: Portuguese. Published: June 5, 2016. Categories: Fiction » Children’s books » Animals, Fiction » Children’s books » Nature & the Natural World / Environment
Quatro histórias de amor e solidariedade, de crescimento e fortalecimento humano.
Pássaros
Price: $0.99 USD. Words: 17,580. Language: Portuguese. Published: January 17, 2016. Categories: Fiction » Literature » Plays & Screenplays, Fiction » Poetry » Themes & motifs
Eles voam, correm o mundo com suas asas. Sobem e descem. O texto é um romance diferente no sentido de ser um poema em prosa. A paixão adolescente, o ritual de passagem, a busca de um amor, a entrega de um coração. Tem a radicalização da palavra em toda a sua força e sentimento. Imagens absurdas para explicar o amor. "fecha os lagos que não transbordam e faz com que eu, balão me despenque"
A Travessia do Lago
Price: Free! Words: 720. Language: Portuguese. Published: January 4, 2016. Categories: Fiction » Children’s books » Family / Parents
O mistério e a aventura de ir para a escola. É uma fantasia. Uma lenda contemporânea sobre educação. Um grande vôo sobre as águas da travessia. Conto infantil para país lerem juntos com seus filhos, para os professores.
Lippi & Semma's Friendship
You set the price! Words: 7,340. Language: Simple English. Published: January 4, 2016. Categories: Fiction » Children’s books » Art
Lippi & Semma's Friendship Why is this story different? The child and the adult will look at the tangled images. Who has never been making aleatory designs? They're stuffed with possibilites for making different things. They will encounter these things from them with signs that emerge into their own mind. That's when they can play with these tangled images. It will be possible,
O Animal Preso do Silêncio
Price: $6.99 USD. Words: 18,780. Language: Portuguese. Published: October 22, 2015. Categories: Fiction » Visionary & metaphysical, Fiction » Visionary & metaphysical
"A pedra que o representa move-se sem sair do lugar. Faz isso porque é da substância de quem protege o que acumulou vê-lo em toda a sua brutalidade. A vida passageira conquistada a cada passo da compreensão do lugar e cada partida um parto, novo nascer da vontade. Há no Animal essa luta por encontrar qualquer certeza que o tranquilize." Animal transcendente, estrela Ashura, cinco pontas e Seti.
Continuar
You set the price! Words: 27,880. Language: Portuguese. Published: September 30, 2015. Categories: Nonfiction » Education and Study Guides » Professional development, Nonfiction » Education and Study Guides » Careers in education
Continuar e Realizar a Educação Continuada Como a verdade é verde se possibilitar escolhas. A ser assim a contradição de uma vida pronta, que se nos cabe a opção que nos marca, que antecede à criação do singular em sua íntima vontade. Nesse livro vai encontrar filosofia do continuar, escolha de carreira, projeto de vida, jogos psico-criativos, formação e processo de uma educação para a vida toda
Tigre
You set the price! Words: 24,940. Language: Portuguese. Published: September 30, 2015. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Humor & comedy » General
TIGRE: são contos curtos, rápidos que buscam com uma narrativa fluida surpreender o leitor. Acontecimentos entre o absurdo e o real, o sentimento em sua suavidade ao desespero. Narrativas adensadas que surgem do cotidiano para um estado extremo, psicológico da vida dos personagens.
Pão
You set the price! Words: 940. Language: Portuguese. Published: September 29, 2015. Categories: Fiction » Children’s books » Family / General, Fiction » Children’s books » Family / Parents
Sabemos compartilhar, oferecer o alimento, cuidar e amar. Necessitamos apenas lembrar o quanto doamos a vida por viver em comunidade. Jacy vai buscar pão na padaria do Sr. Ambrosio. Ao voltar para casa passa a distribuir nacos para os bichos que ora encontra em seu caminho. Parece que passou da quantidade.
Lírio
You set the price! Words: 460. Language: Portuguese. Published: September 29, 2015. Categories: Fiction » Children’s books » Family / General, Fiction » Educational
Lírio é a história de quem fala com as estrelas. Uma história para crianças e pais. Dedicado a quem lhes for permitido revelar os símbolos oníricos. O menino vai ao fim da tarde sentar-se à beira mar em uma pedra. A boca da noite que engole os medos oferece-lhe as estrelas.
A Rata da Livraria
Price: $2.99 USD. Words: 38,510. Language: Portuguese. Published: September 29, 2015. Categories: Fiction » Literature » Literary, Fiction » Romance » Contemporary
"A Rata da Livraria é o volume de histórias de minha vida. Sou a personagem. Sou eu mesma quem escreve. Não necessito de que o autor se manifeste, ao menos aqui. Eu me proponho como parte intrusa a me apresentar. Esse livro. Nele está irremediavelmente a poeira do tempo".
Trem para Lugar Algum
Price: $1.99 USD. Words: 39,770. Language: Portuguese. Published: September 28, 2015. Categories: Fiction » Adventure » General
É a história de um sujeito que entra em um trem e segue a sua interminável viagem. As personagens vão surgindo no tempo em um caminho sem volta.
A Menina que dizia Oi e outras histórias infantis
Price: $0.99 USD. Words: 6,060. Language: Portuguese. Published: September 28, 2015. Categories: Fiction » Children’s books » Family / General
Pequenas historias em que o tempo passa como se fosse sempre hora de ir para cama. O autor leva para que conheça e se divirta para o despertar com alegria.
A Casa Velha de Jeremias Lang
Price: $3.99 USD. Words: 17,180. Language: Portuguese. Published: September 28, 2015. Categories: Fiction » Children’s books » Performing Arts / Theater
A maior parte de todos nós ajudamos uns aos outros. É muito comum esforços conjuntos para o bem social. Vemos isso sempre, está na base da vida. É um livro sobre solidariedade, sobre devoção, amor. Teatro Musical para atores e Formas Animadas infantojuvenil. É uma história para ler e sonhar. Pensar em um mundo melhor, em comunidade, em lutas para o bem social, para a felicidade das pessoas.
O Peixinho do Pantanal
Price: $2.99 USD. Words: 780. Language: Portuguese. Published: September 27, 2015. Categories: Fiction » Children’s books » Family / General, Fiction » Educational
É a história da superação, de encontrar caminhos, de seguir valores pessoais, de se determinar no ato do viver. O medo pode ser a primeira e última barreira do desenvolvimento de "peixinhos", e o Pantanal, mais um lugar de assombros e perigos pode ser o lugar da construção social e pessoal que aporta na decisão de vida feliz.